Gestão financeira: dois pilares fundamentais

Temos de concordar que todos os departamentos de uma empresa tem sua importância, o comercial por exemplo pode sem dúvidas ser considerado o coração, afinal de contas sem vendas não existe empresa. Por outro lado o financeiro merece certamente ser chamado de pulmão, ele é vital pois é responsável pelo "fôlego" que faz o restante funcionar.

Financeiro pode ser chamado de pulmão empresarial por conta da sua função, o caixa define quanto sua empresa pode correr para crescimento, a falta de caixa é como falta de ar para nosso corpo. Podemos até sobreviver por um tempo sem ar, mas não pode ser uma condição constante e duradoura ou iremos à falência.

Uma boa gestão financeira apoia-se em dois pilares: Liquidez e rentabilidade.



Liquidez é ter dinheiro em caixa suficiente para arcar com os compromissos em dia, quando falta liquidez uma empresa precisa buscar dinheiro de algum lugar para tapar os furos (o que se compara à falta de ar), pegando empréstimos com terceiros ou sócios. Quando torna-se frequente a captação de recursos junto à terceiros o custo interno sobe, o que faz a empresa ser menos eficiente, menos competitiva e pode agravar-se ao ponto daquela organização passar a ter uma situação de insolvência.

Rentabilidade condiz com vender, mas vender bem. Uma empresa pouco rentável é o mesmo que trabalhar muito e receber pouco, situação à qual nenhum empresário gosta vivenciar. Vários fatores podem impactar na rentabilidade do negócio, como por exemplo: má formação de preços, descontos indevidos, operação ineficiente, despesas em desequilíbrio, mistura de contas particulares com empresariais.


Hoje sua empresa tem medido esses dois indicadores? Sua formação de preços está confiável?

Acesse o site da Arbitrium e tire suas dúvidas com um de nossos consultores. www.arbitriumconsultoria.com.br


Saiba mais em: https://bit.ly/Quero_alavancar_minha_empresa

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo